Type

Database

Creator

Date

Thumbnail

Search results

32 records were found.

Nunca ninguém jamais saberá explicar a que se deve o sucesso medieval da Peregrinação de Compostela: foi um fenômeno religioso espontâneo, ou uma operação de propaganda bem montada? Resultou apenas da convicção que os fiéis tinham de aí prestar culto às relíquias do Apóstolo mais venerável depois de S. Pedro, ou à capacidade de organização demonstrada pelo arcebispo Diego Gelmírez, que soube acolher os peregrinos, obter a protecção dos reis de Leão e de Castela, garantir a confiança de instituições religiosas tão influentes como o mosteiro de Cluny, e merecer a protecção, os privilégios, ou pelo menos a tolerância do Papa e dos seus legados? A verdade é que o próprio sucesso da organização perdurou na memória dos homens até aos dias de hoje, como uma realidade impossível de apagar totalmente, em boa parte porque Diego Gelmírez utilizou...
O tema proposto parte do reconhecimento do progresso científico da história religiosa medieval desde a década de 80 do século XX e assenta em três pontos: a identificação de “lacunas”, situando-as no contexto da acumulação do saber e da consciência da complexidade desse saber; considerações acerca das fontes documentais e da sua importância para o labor historiográfico; e a apresentação de perspectivas de investigação futura. São ensaiadas, a respeito deste último ponto, algumas reflexões teóricas e exemplificações de desafios concretos que se apresentam à história religiosa em Portugal.
Want to know more?If you want to know more about this cutting edge product, or schedule a demonstration on your own organisation, please feel free to contact us or read the available documentation at http://www.keep.pt/produtos/retrievo/?lang=en