Type

Database

Creator

Date

Thumbnail

Search results

83 records were found.

Uma extensa revisão da literatura mostra que as perturbações psiquiátricas são muito prevalentes nos serviços não psiquiátricos e nas consultas externas do hospital geral, atingindo taxas muito superiores às encontradas na população geral. As perturbações depressivas são as mais prevalentes, seguidas das ansiosas e das cognitivas, mas a sua distribuição difere entre serviços e populações estudadas. Tais factos permitem concluir que é mandatória a criação de equipas de Psiquiatria de Ligação que possam, não apenas diagnosticar e tratar as situações psicopatológicas, mas também aumentar a capacidade da sua detecção e tratamento pelas equipas médicas.
A Psiquiatria de Ligação desenvolveu-se a partir do momento em que os serviços de Psiquiatria foram integrados nos Serviços de Saúde. O seu início deu-se quase simultaneamente na América do Norte e na Europa, embora seguindo, em cada país, diferentes percursos decorrentes da forma de organização dos serviços de saúde. A Psiquiatria de Ligação tem, actualmente, uma identidade própria e atingiu uma grande expansão a nível mundial. Entre os maiores desafios que enfrenta avulta a necessidade de articulação entre cuidados hospitalares e cuidados de saúde primários.
Want to know more?If you want to know more about this cutting edge product, or schedule a demonstration on your own organisation, please feel free to contact us or read the available documentation at http://www.keep.pt/produtos/retrievo/?lang=en